Seja bem vindo!!

Amigo, o CLAN [COBRA] Quer saber quem é você, cadastrar-se ou faça seu logn
Top dos mais postadores
COBRA KABANNA (1004)
 
COBRA PORCO ARANHA (383)
 
COBRA KAMPAS (380)
 
COBRA REVOLTED (334)
 
COBRA JAMAIKO (265)
 
COBRA LAMPIAO (159)
 
COBRA LOST (140)
 
COBRA FIDKID (104)
 
KMILO (104)
 
Admin (88)
 

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 33 em Qui 25 Ago - 15:54

Banda larga brasileira é cara; veja comparação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

10052010

Mensagem 

Banda larga brasileira é cara; veja comparação




Compare a banda larga brasileira com a do resto do mundo


Plano Nacional de Banda Larga foi anunciado na quarta-feira (5).
Expectativa é levar serviço para 40 milhões de casas até 2014.


plano de banda larga popular anunciado esta semana promete popularizar a internet no país. Com a reativação da Telebrás, o Governo Federal pretende universalizar o acesso à web no país. Hoje, de cada 100 brasileiros, cinco possuem acesso à internet rápida. Uma das expectativas da iniciativa é disponibilizar o serviço de 11,9 milhões de domicílios para quase 40 milhões de domicílios até 2014.

O preço do acesso será um dos fatores que poderá popularizar o acesso no país. Com valores que começam em R$ 15, o usuário terá internet com 512 kbps de velocidade. As médias das mensalidades pagas no Brasil giram em torno de R$ 50.


A tendência, de acordo com Rodrigo Abdala, pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Avançada (Ipea), é que as velocidades aumentem conforme a expansão da banda larga no País. No Brasil, a média de velocidade da conexão é de pouco mais de 1 mbps. No Japão, essa média chega a quase 100mbps. Com esta velocidade, é possível baixar um arquivo de filme (que possui 1,2 GB) em pouco mais de um minuto. Com a velocidade proposta para a banda larga popular (512 kpbs), o mesmo filme levaria 5h e 20 minutos para ser baixado no computador.


Fonte: G1

_________________




COBRA KABANNA
Administrador
Administrador

Mensagens : 1004
Pontuação Pontuação : 9444
Prestígio Prestígio : 53
Nascimento : 21/03/1977
Inscrição : 07/03/2010
Cidade Cidade : BAHIA
Humor Humor : POSSO AJUDAR?

Ver perfil do usuário http://cobra.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

- Tópicos similares
Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

Banda larga brasileira é cara; veja comparação :: Comentários

Mensagem em Seg 10 Maio - 10:25 por COBRA KABANNA

‘Internet a 512 kbps não é banda larga’, diz especialista

É possível ter web mais rápida e barata do que a prevista, afirmou ao G1.
Tarifa de R$ 35 garante velocidade de até 784 kbps, disse secretário.


O professor da Universidade Federal do ABC e presidente da Casa de Cultura Digital, Sérgio Amadeu da Silveira, criticou a velocidade de internet prevista no Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) para a tarifa de R$ 35. Segundo ele, é possível ter velocidade maior de download a preço baixo. “Banda larga de 512 kbps não é banda larga. Podemos chegar a 1 mega com preços acessíveis”, criticou

O PNLB prevê tarifa de R$ 15 para o plano com incentivos, com velocidade de até 512 kbps (quilobits por segundo) e com limitação de downloads, e de R$ 35 para o plano comum, com velocidade entre 512 e 784 kbps. Atualmente o brasileiro paga em média R$ 50 pela banda larga com velocidade de 256 kbps.

O secretário de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Rogério Santanna, explicou que, pelos cálculos do governo, a tarifa reduzida só pode ser concretizada com velocidade de até 784 kpbs.

“O que estamos dizendo é que o pacote mais barato é de R$ 35. Não estamos dizendo que não vai ter pacote mais rápido, só que não vai custar R$ 35. Se você tiver R$ 50 para gastar, provavelmente passa a ter 2 megas, 3 megas”, disse. Santanna afirmou, no entanto, que será possível ampliar a velocidade da banda larga depois de cumprida a meta de universalização do serviço.

“Uma das coisas em que vamos investir é o acesso de alta velocidade, mas nossa meta nesse momento é aumentar a cobertura e servir um conjunto maior de pessoas. Mas não há nenhum óbice à internet rápida, muito pelo contrário”, disse

Telefone com internet
O coordenador do Programa de Inclusão Digital do governo, Cezar Alvarez, disse que uma das expectativas do PNBL é ampliar o acesso à internet por telefones. Segundo ele, o pacote de R$ 15 é destinado, principalmente, a empresas de telefonia de tecnologia 3G.

“Apostamos fortemente na mobilidade. Essa é a proposta para quem for oferecer no mercado serviço de qualidade, mas com limites de download”, disse.

Questionado se existe previsão de programas governamentais de incentivo à compra de computadores ou celulares, Alvarez disse que os projetos já existentes são suficientes para o acesso a internet a 40 milhões de domicílios em 2014.

Ele ressaltou que o Brasil é o terceiro maior mercado de computadores. Entre as políticas públicas para o acesso a equipamentos eletrônicos, Alvarez destacou a desoneração de impostos para a compra de equipamentos por varejistas, juros subsidiados do Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico (BNDES), também, aos varejistas.

Fonte: G1

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem em Seg 10 Maio - 11:58 por COBRA FIDKID

Estamos perdidos....

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem Hoje à(s) 22:05 por Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum